Criança se aventura de velocípede em Avenida

Publicado em

24 de
set

Autor:

nadilla cunha

Criança se aventura de velocípede em AvenidaA família do menino que chocou o país ao descer de velocípede a saída do Elevado Paulo de Frontin para a Avenida Presidente Vargas, na Cidade Nova, Região Central do Rio, na sexta-feira (20), não foi encontrada pelos agentes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS). De acordo com a secretaria, os agentes fizeram tentativas na própria sexta e na segunda-feira (23).

Eles vivem em um dos quartos de uma casa antiga na mesma avenida, quase em frente ao prédio da Prefeitura do Rio. Moradores contam que muitas crianças vivem ali, convivendo em um ambiente com baratas, pernilongos e até ratos.

Na “aventura” perigosa, o menino estava acompanhado de dois irmãos mais velhos. Na tarde de sexta, a mãe dos garotos foi encontrada pela equipe do RJTV, mas não quis comentar o caso. Nesta terça, no entanto, eles não foram encontrados pela reportagem.

Por telefone, a secretaria informou que a responsabilidade de crianças que possuem endereço fixo é do Conselho Tutelar. Já o Conselho Tutelar afirmou que existe um pedido de busca e apreensão do menor. Além disso, o órgão informou que os três já foram acolhidos em abrigos da prefeitura anteriormente.

O Estatuto da Criança e do Adolescente, aprovado em 1990, diz que é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público garantir saúde, alimentação, educação, dignidade e outros direitos aos menores de idade.

O RJTV mostrou ainda que a família do garoto fazia parte do programa Bolsa Família e perdeu o direito ao benefício porque dois, dos quatro filhos, pararam de frequentar a escola.

VEJA O VIDEO:

 

 

 
Deixe seu comentário!